Sustentabilidade

Como manter a agenda da sustentabilidade viva?

Durante os dias 20 e 21 de abril aconteceu a 1ª edição de 2020 do summit mundial e virtual: Fashinnovation Worldwide Talks, realizado pelo Fashioninnovation, nossos parceiros de Nova Iorque, que assim como o FIB – Fashion Innovation Bureau, tem como objetivo fomentar a indústria da moda com inovação, tecnologia e empreendedorismo.

O evento reuniu líderes internacionais do setor, como a grande estilista Diane Von Furstenberg e o brasileiro Oskar Metsavaht (fundador da Osklen), trazendo ar de positividade e alerta para o momento que estamos vivendo, promovendo a colaboração e a solidariedade.

“Acreditamos que a indústria da moda em todo o mundo precisa de mensagens positivas no momento”, Jordana Guimarães, fundadora do Fashinnovation.

Jordana e Marcelo Guimarães

Fazendo parte da programação do evento, a CEO da Global Fashion Agenda, Eva Kruse, participou do talk “Moda é como a sustentabilidade pode fazer parte da solução na atual crise“, contando durante a live como a agenda da sustentabilidade pode ser adaptada e utilizada como ferramenta num processo de reinvenção pós pandêmico.

A Global Fashion Agenda é uma organização sem fins lucrativos que mobilizam e orientam a indústria à realizar ações ousadas e urgentes em termos de sustentabilidade, sendo o principal fórum que une sustentabilidade e moda.

Eva Kruse

Segunda Eva, a crise abre um espaço único para agenda da sustentabilidade, assim como para transformação de negócios que estão sofrendo nesse período. Com essa necessidade de renovação, é hora de considerar o aumento da escala, a reciclagem e novas tecnologias para otimização dos modelos de negócios.

As diversas inovações que estão surgindo nessa nova era podem ser transformadas em algo realmente revolucionário, que possa substituir grandes propulsores de volume dentro do nosso setor que tanto impacta o meio ambiente.

Em meio ao cenário de redução de preços e coleções, junto ao acumulo de estoque, surge a oportunidade para as marcas de oferecer uma oferta diferente com a sustentabilidade. É momento de disruptura, não de seguir o caminho de compra do produto mais recente e da próxima estação.

“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo Eva Kruse

Fonte: Global Fashion Agenda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *